Histórico

 

16 Anos de Realizações

A Fare Arte foi fundada em 1994 e atua na realização de projetos nas áreas de música, artes visuais, teatro e dança. Atuou na organização de tournées no Brasil para músicos internacionais como Katia Ricciarelli, Orchestra Internazionale d‘Italia, Mark Dobrinsky, Michael Lethiec, Oscar Peterson, Les Grands Ballet Canadiens, Groupe 13 - Ballet Bejart, entre outros. Em 1996 desenvolveu um projeto anual de grande escala sob encomenda do Governo do Canadá: “Canadá Capital São Paulo”. Ao longo de 4 anos trouxe os maiores nomes da cultura canadense ao Brasil. Em função do sucesso do conceito dos programas que combinavam cultura, negócios, esportes e turismo, foi responsável pela criação e produção do festival suiço de cultura: “Suiça 2000”. Entre as atividades realizadas, estavam o concerto do grupo Piano Seven na Sala São Paulo, edição brasileira do Festival de Jazz de Montreux, Festival de Cinema, Mostra Fotográfica e a vinda do Ensemble Turicum de música barroca.


Além destas atividades, a Fare Arte atua na curadoria artística de atividades musicais, entre elas destaca-se o festival “Violão Tendências e Tradições”, em sua terceira edição e ao longo de 3 anos, prestou serviços á antiga Fundação Vitae para a organização das master classes de música erudita organizadas pela mesma no Brasil com artistas internacionais.


Em 2001 iniciou um intenso trabalho na área de cultura e meio ambiente, dando ênfase aos assuntos relativos a Amazônia, o que resultou no mais importante evento sobre a região jamais realizado: “Amazônia br” uma parceria entre a Fare Arte e o SESC São Paulo que ocupou o SESC Pompéia ao longo de 2 meses com programação musical, palestras, oficinas, exposições e festival de cinema. Desde então, a mostra tem itinerado pelo mundo, tendo sido vista por mais de 1,5 milhões de pessoas em 9 países. Destaque para a montagem em Paris, durante o Ano do Brasil na França, quando Amazônia Brasil foi a mostra de maior público de toda a programação. Em 2008, em NY, Amazônia Brasil levou representantes indígenas á NY e montou 4 mostras simultâneas, além da estréia de shows com artistas brasileiros e da ópera “Tamanduá” no Pier 17.

Em função do sucesso, foi selecionada para a agenda do Ano do Brasil no Japão (Museu Miraikan, Tokyo) onde realizou-se em 2008. Em 2009, a mostra sobre a Amazônia foi inteiramente reformulada, contando com novas soluções de design e cenografia. Desde então circula a Ásia em mostras parciais, na China (Museu Imperial, 2009), Cingapura (City Hall, 2009) e Coréia (Seoul Arts Centre, 2010).


Além dos projetos culturais próprios realizados pela Fare Arte, esta atende a encomendas de empresas interessadas em associar-se a cultura e também presta consultoria para Fundações, Institutos ligados a empresas e ONGs:


  1. Em 2007, para a ocasião de aniversário da Bunge, a Fare Arte desenvolveu o projeto de livro e exposição "Aquarela e Navegação: um encontro que fez história" que obteve o apoio da Marinha Brasileira.


  2. Entre 2002 e 2007, para o Instituto Ecofuturo, a empresa deu assessoria ao Programa "Ler é Preciso" que tratou da implantação de bibliotecas em todo o Brasil, além de concursos educacionais.


  3. Projetos de grande envergadura contam com a assessoria de criação conceitual, planejamento e gestão da Fare Arte. Entre eles, destaca-se o Centro de Artesanato e Turismo do SEBRAE SP, atualmente conhecido como Centro do Empreendedor na capital de São Paulo.


Entre as empresas que patrocinaram as atividades da Fare Arte, estão: Petrobrás, Alcoa, Natura, IBM, Amex, Vale, entre outras.


Para 2010, a Fare Arte realizará duas exposições de artistas brasileiros, além da organização de concertos. Destacamos a seleção do projeto “Gerda Brentani - Um Século de Graça” no Edital de patrocínios da Caixa Cultural. Conheça nossos projetos e serviços.